JÓIAS DA FILATELIA LUSO-BRASILEIRA

A Filatellia une Brasil e Portugal desde muito antes do aparecimento do primeiro selo postal (1840).

A seguir algumas raridades (cartas enviadas do Brasil para o outro lado do Atlântico) pertencentes ao colecionador/exibidor José Francisco de Paula Sobrinho, de Belo Horizonte, MG.




Carta da cidade do Rio de Janeiro (16.09.1742) para a cidade do Porto,
conduzida no período do 6º Correio-Mor das Cartas do Mar
(entre 1735 e 1790) e do 10º Correio-Mor do Reino.






Carta de Pernambuco (11.12.1815) para a ilha de São Miguel, nos Açores, com trânsito em Lisboa, onde foi taxada  em 80 réis (primeiro porte marítimo para cartas com até 2 oitavas de peso). Esse valor foi alterado para 120 réis, cobrando-se 40 réis pelo repasse à ilha, valor relativo à distâncias superiores a 40 léguas (segundo tabela de portes em vigor de 24/4/1801 a 30/6/1853). Exibe carimbo de 45 mm, sem cercadura, com a inscrição 'Pernambuco'.