Aprendendo em Terras do Tio Sam


Envelope Comemorativo

Por um gentil convite recebido do novo presidente da FIAF, compareci à exposição filatélica continental SESCAL / AMERICAS- 2008 que foi realizada na cidade de Los Angeles, Califórnia, EUA, no período de 10 a 12 de outubro passado. Como presidente da FEFIBRA, viajei para os Estados Unidos na companhia de nosso diretor Sr. Fábio Serra Flosi.

A exposição coincidiu com uma série de eventos importantes. Entre eles estavam a eleição e a posse da nova diretoria da Federação Inter Americana de Filatelia e o 40º aniversário da FIAF.

Confesso que a curiosidade foi a principal razão para esta viagem não prevista em minha agenda. Nas minhas raras idas para o exterior nunca me havia passado pela cabeça conhecer essa linda cidade da costa oeste americana, onde se localiza Hollywood: o centro histórico dos estúdios e das estrelas do cinema mundial.

A forma de expor, os sistemas de julgamento e de financiamento adotados na exposição, o intenso comércio filatélico, a presença de lendárias figuras da filatelia internacional, a duração do evento, a atuação imponente de organismos de renome mundial, como o bureau postal da ONU, etc., trouxeram novos conhecimentos e indicações que podem influir nos sistemas adotados no Brasil. Vamos tentar em próximas oportunidades...

Grandes associações, como a APS (American Philatelic Society), a AAPE (American Association of Philatelic Exhibitors), a ASDA (American Stamp Dealers Association), além dos Correios americanos (USPS) e a Administração Postal das Nações Unidas, estavam presentes com seus respectivos estandes.

Um dos pontos a se destacar foi a reduzida duração da exposição, como acontece normalmente nos Estados Unidos e na Europa: três dias (sexta-feira, sábado e domingo). Tal procedimento não sobrecarrega e Comissão Organizadora, suas finanças e o júri.

Um ponto, na minha avaliação, abafou o brilho do evento: a exposição ocupava os salões de dois hotéis localizados na área do aeroporto de Los Angeles. A freqüência de visitantes foi muito reduzida.

Inicialmente a SESCAL/AMERICAS-2008 foi agendada para ocorrer apenas no Radisson Hotel. Mas três semanas antes do início os organizadores tiveram de levar todos os quadros (com exceção da classe juvenil) para o Sheraton Gateway, a cerca de ¾ de quadra do primeiro, devido ao início de um processo significativo de reformas no Radisson.

De um comércio filatélico ativo, com grandes negócios realizados, a uma ínfima presença de colecionados na área onde estavam os painéis com as coleções expostas: contraste em um lugar onde se encontravam a maior economia do planeta e a indiferença do público com relação ao evento.

Alguns números mostram o que foi a SESCAL:
Faces inscritas = 588.
Comerciantes presentes = 68.
Um leilão realizado em dois dias.

Cinco participações brasileiras foram julgadas por dois sistemas distintos:
2 (VG), 1 (V) e 2 (P) – de acordo com as normas FIP.
2 (O) 1 (V) e 1(P) – de acordo com as normas APS.(nacional).

Uma coleção não recebeu julgamento nacional. Embora nada tendo a ver com a situação, como brasileiro questionei um membro da C.O. americano sobre esta decisão de ignorar a coleção de Noeli Orsato. Fui informado de que nos Estados Unidos, por não conhecerem este tipo de colecionismo brasileiro, não se sentiram em condições de julgá-la. Discordei da resposta, mas sem êxito, pois havia brasileiros em Los Angeles, inclusive no júri.

FIP Pontos Nacional
  FIP Pontos Nacional
Antônio Perez Peixoto VG 85 O
Arthur Feijó Coitinho V 82 V
Klerman W. Lopes VG 86 O
Noeli Orsato P 71 -
Reinaldo Jacob P 70 P

Há de se destacar, igualmente, o sistema de patrocínio adotado. Por razões de independência, as entidades americanas não contam com suporte dos Correios norte-americanos (United States Postal Service). Os eventos são particulares e os Correios, para participar, devem ser pagantes, como expositores ou comerciantes. Os organizadores possuem uma forma de obter quotas, de doadores, que recebem destaque nos impressos da exposição.




Diretores da FIAF empossado, pela ordem, da esquerda para a direita: Abraham Gelber (Diretor - Costa Rica),Charles Vergê (Tesoureiro - Canadá), Aldo Samamé (Vice Presidente - Peru), Santiago Cruz (Secretário - Colômbia), Dila Eaton (Diretora - Paraguay), James Mazepa (Presidente - EUA), Hugo Goegel (Past President - Colômbia) e Thomas Kannegieser (Diretor - Chile). Não compareceram por motivos diversos os Auditores José Raul Lorenzo (Cuba) e Pedro Meli (Venezuela)

Um Palmarés extremamente elegante, recheado das comidas típicas da região, encerrou as atividades da SESCAL-2008.

Já existe data marcada para a SESCAL/Americas - 2009: de 9 a 11 de outubro. Será a 65ª SESCAL (Stamp Exhibition of South CALifornia).